Notícias

NotíciasAviação brasileira de cabeça para baixo. Hora do novo governo mostrar a que veio.22/01/2019

Há mais de 40 anos, a AOPA Brasil, como todas as suas irmãs em todo o mundo, está na briga pela aviação geral. São dezenas e dezenas de disputas, todas elas sempre conduzidas de maneira técnica e legal, com as mais diversas autoridades aeronáuticas do país. Em poucos casos, tais disputas se tornaram vitórias judiciais.

A experiência vivida nos desgovernos dos últimos 30 anos, têm sido bastante árdua. Foram inúmeras as frentes nas quais a AOPA Brasil, sozinha ou em conjunto com outras entidades, atuou para proteger a aviação geral, particularmente aquela formada por aeronaves com peso total de decolagem inferior a 5.700 kg.

Contudo, a combinação do desmando das administrações federais dos últimos 15 anos, com a fraqueza de órgãos reguladores e a esperteza de operadores aeroportuários produziu uma situação, vivida agora, que verdadeiramente coloca a aviação geral brasileira sob risco.

O abuso na cobrança de tarifas para estacionamento em dezenas de aeroportos por todo o Brasil, com a criação de restrições operacionais ridículas, desvirtuadas pela reclassificação potencialmente ilegal de áreas aeroportuárias, com o desabastecimento de gasolina de aviação tornou-se uma combinação explosiva.

No dia de hoje a AOPA Brasil solicitou audiência com o Ministro da Infraestrutura e estará ao longo dos próximos dias, promovendo ações que visam trazer luz às questões que mais nos afetam e, como sempre, encontrar caminhos produtivos e efetivos, no curto prazo, para sua resolução.

A Aviação Geral, que liga mais de 2.500 aeroportos de um país cuja aviação comercial atende menos de 120 cidades, não pode ficar sob o joguete de incompetentes ou espertalhões. Vamos à luta, como sempre fizemos!




Dúvidas ou sugestões? Nos escreva!










fale conosco